terça-feira, 14 de outubro de 2014

Dilma Rousseff: “Reforma política é a reforma das reformas”







 Coletiva de imprensa Dilma 13/10


Antes de participar de Plenária com representantes de organizações e movimentos sociais que defendem a Reforma Política, a presidenta e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, concedeu na tarde desta segunda-feira (13), no Palácio da Alvorada, uma coletiva de imprensa.


Na ocasião, Dilma falou da importância de fazer a Reforma Política, que considera “a reforma de todas as reformas”. “Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para que haja a possibilidade e a certeza de transformar essa reforma em realidade”. Segundo ela, a reforma “tornará a política mais transparente”, declarou.

Dilma explicou que sua coligação ainda não se posicionou sobre a Assembleia Constituinte, “mas eu tenho simpatia", disse ela. E complementou, dizendo que o mais importante é a participação popular para decidir sobre a Reforma Política. “E a maioria do povo votou sim pela Reforma Política e sim pelo plebiscito popular.”

“Com a reforma, sem o financiamento privado de campanhas, a eleição será mais transparente”, justificou. Ao ser perguntada sobre o tema reeleição, Dilma ironizou: “Quem está propondo o fim da reeleição é quem criou a reeleição. Isso é interessante”, disse em tom de brincadeira.

Racionamento de água em SP

Ainda na coletiva, a presidenta criticou a grande mídia no que diz respeito à crise de falta do abastecimento de água em São Paulo. “A mídia é muito compreensiva com a falta de água em São Paulo. E isso é demagogia.” E complementou: “Mas não tem mágica, havendo seca, afeta o preço dos alimentos aqui, nos Estados Unidos, em todos os lugares. É temporário”.

Bolívia

Sobre a reeleição de Evo Morales como presidente da Bolívia, Dilma disse que ele sofre preconceito. “Eu conheci a Bolívia de antes do Evo. Já cheguei à Bolívia com aeroporto fechado. Ele está fazendo um grande governo. Devo ligar para ele amanhã para dar os parabéns pela vitória”, disse a presidenta.




Nenhum comentário:

Postar um comentário