quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A escolha da melhor bunda de Cambridge é um insulto às mulheres?






Mais de 50% dos votos



Consuelo me telefona indignada. Um amigo seu inglês, Steve, mandou a ela o link de uma votação que estão fazendo na Universidade de Cambridge.

Quer dizer: ex-amigo. Consuelo me disse que jamais voltará a falar com aquele machista canalha.

Pedi calma a ela, uma coisa realmente impossível, dada a ansiedade estridente que caracteriza Consuelo. Tenho que falar com ela com o telefone a dois palmos do ouvido, como se o viva voz estivesse acionado.

O que irritou tanto Consuelo é uma eleição promovida pelos estudantes de Cambridge. O objetivo é escolher a melhor bunda da veneranda universidade.

“E a dignidade das mulheres, onde fica?”, me pergunta Consuelo. Quer dizer: pergunta é modo de dizer. Ela questiona e responde ao mesmo tempo. Faço apenas o papel de ouvido.

Enquanto ela fala torrencialmente, em segundos numa pesquisa no Google vejo a eleição. E verifico o seguinte: também homens participam. Ou mais precisamente, bundas de homens.

Logo, não enxergo ofensa ao corpo feminino, mas apenas uma irreverência britânica de jovens homens e mulheres.

Se você não faz este tipo de coisa aos vinte, quando vai fazer? Há uma hora para mostrar a bunda e esperar o veredito do mundo e há uma hora para guardá-la apenas para você mesmo, dizia meu tio Fabio, Deus o tenha.

Pobre Steve. Imagino o que ele não tenha ouvido de Consuelo em seu inglês tão particular, misturado por expressões espanholas.

Presumo que exista algum ciúme na reação dela. Foram namorados, nos dias em que ela trabalhou na BBC em Londres.

Se tivesse que dar um conselho a ele, seria o seguinte: “Steve, diga a Consuelo que a bunda dela é a melhor do que qualquer uma das que estão competindo. Homens e mulheres.”

Eu, que sou um homem sincero, concordaria, aliás.





Nenhum comentário:

Postar um comentário