domingo, 16 de novembro de 2014

G20: Dilma debate contexto econômico e cooperação com líderes do Brics






Presidenta Dilma Rousseff durante reunião dos Chefes de Estado do Brics. (Brisbane – Austrália)




A presidente Dilma Rousseff defendeu neste sábado (15) que Brasil, China, Índia, Rússia e África do Sul - que integram os Brics - ampliem sua cooperação para enfrentar as dificuldades da economia mundial.

"Chegamos ao final de 2014 vendo frustradas nossas expectativas iniciais sobre a recuperação econômica", disse Dilma na abertura do encontro com os líderes de China, Xi Jinping, Rússia, Vladimir Putin, África do Sul, Jacob Zuma, e Índia, Narendra Modi.

Diante das "dificuldades da conjuntura internacional", foi fundamental que na Cúpula de Fortaleza, em julho, se aprovasse a criação do Banco de Desenvolvimento dos Brics e o Acordo Contingente de Reservas para "potencializar nossa atuação econômica e financeira".

Para a presidenta, a partir de agora será papel do grupo dar continuidade nas ações voltadas à consolidação desses mecanismos.

“É preciso que os países avançados recomponham sua demanda interna aos níveis pré-crise, ao invés de tentar resolver seus problemas com o aumento de suas exportações. Essa situação provocou um déficit de transações correntes no Brasil de 3,7% do PIB”, reforçou Dilma, antes da abertura oficial da Cúpula do G20.

O encontro ocorreu em um hotel da cidade australiana de Brisbane, onde está hospedada a delegação brasileira.




Nenhum comentário:

Postar um comentário