terça-feira, 7 de julho de 2015

FÁTIMA BERNARDES: DA ELITE DO JORNALISMO À RAINHA DAS LINGUIÇAS









Desde o último fim de semana, a jornalista Fátima Bernardes, que já foi uma das âncoras da televisão brasileira, enquanto esteve na bancada do Jornal Nacional, estrela uma polêmica campanha de marketing de guerrilha.

Na peça, trava-se o seguinte diálogo:

Uma mulher pergunta: Me vê duzentos gramas de presunto, por favor?

Fatiador: Pois não. Mas qual é a marca que a senhora quer?
Mulher: Vou levar S…

Filho: Éééé… uma que começa com “s”.

Filha: …e termina com “a”…

Fatiador: Termina com “a”?

Fátima só entra em cena depois do fim da cena de adivinhação.

Garota-propaganda da Seara, Fátima Bernardes pede que os consumidores saiam do automático – ou seja, da marca Sadia, que é líder de mercado e, assim como a Seara, começa com S e termina com A.

Essa atuação na chamada "guerra dos presuntos" é justamente o momento em que a apresentadora se torna mais visível diante do público, uma vez que seu programa matinal Encontro, na TV Globo, não conseguiu decolar nos índices do Ibope. 

Nos levantamentos mais recentes, chegou a perder até para desenhos de Tom & Jerry, exibidos pelo SBT.

Ainda esposa de William Bonner do JN, que apresenta ao lado de Renata Vasconcellos, Fátima trocou a elite do jornalismo pelo mundo das linguiças.




Nenhum comentário:

Postar um comentário