terça-feira, 7 de julho de 2015

GOLPISTA, AÉCIO DIZ QUE SEU GOLPE NÃO É GOLPE









Senador Aécio Neves (PSDB-MG) divulgou nota nesta terça-feira para rebater a entrevista concedida pela presidente Dilma Rousseff, em que ela denunciou a movimentação de "certa oposição golpista"; para o político mineiro, que foi derrotado nas urnas, mas tentou de tudo, incluindo até uma patética recontagem das urnas, seus insistentes movimentos para apear um governo legítimo são democráticos; na nota, ele listou os seus caminhos golpistas: a ação das 'pedaladas fiscais' no TCU, o processo no TSE sobre doações eleitorais e as investigações na Lava Jato; agora, reapitulando: (1) o que o PSDB chama de 'pedaladas' é um prática comum no setor público; (2) Aécio recebeu mais doações das empreiteiras do que Dilma e (3) o parlamentar foi citado por Alberto Youssef como dono de uma diretoria em Furnas, durante o governo FHC, que pagava mesada de US$ 100 mil /mês a parlamentares; seu caso ainda pode ser reaberto, mas ele não desiste: ao contrário de outros tucanos, como Marconi Perillo e Geraldo Alckmin, quer o golpe, porque é a única solução que atende a seus caprichos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário