sexta-feira, 24 de julho de 2015

ODEBRECHT QUER INVESTIGAÇÃO DE VAZAMENTOS DE CONVERSAS PESSOAIS





Bastidores: "Um servidor público de bom caráter, e respeito pela sociedade e pelo Órgão no qual trabalha, não teria vazado uma informação como essa. Esse moleque que o fez tem de ser severamente punido."





O empresário Marcelo Odebrecht quer abrir uma representação para que o ministro José Eduardo Cardozo, da Justiça, e a chefia da Polícia Federal abram inquérito para investigar vazamentos de seus e-mails e anotações pessoais. A informação é da colunista Mônica Bergamo.
Em uma das conversas, sua mulher, Isabela, ironiza o convite feito à sindicalista Juvandia Moreira, líder dos bancários em SP, para um jantar em sua casa: "Se sujar minha toalha de linho ou pedir Marmitex... vou pirar. Saudações Sindicais? Não mereço".
A defesa aposta que, se comprovado o vazamento por parte da polícia, pode discutir uma futura nulidade de provas ou de parte das investigações contra a Odebrecht




Nenhum comentário:

Postar um comentário