terça-feira, 13 de outubro de 2015

REPORTER DA GLOBO SIMULA TRÁFICO DE COCAINA NA FRONTEIRA COM A BOLÍVIA PARA DESMORALIZAR GOVERNO FEDERAL, E É PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL






Uma cena hilária, que renderá boas piadas na rede e talvez alguma tese acadêmica sobre as famosas "barrigas" da mídia nativa. Segundo informa Daniel Castro, do site "Notícias da TV", "o jornalista Alex Barbosa, da TV Centro América, afiliada da Globo no Mato Grosso, foi detido ontem (12) à noite quando simulava o transporte de cocaína da Bolívia para o Brasil, em uma reportagem para testar a fragilidade do combate ao tráfico de drogas na fronteira do Brasil com a Bolívia". O intento, óbvio, era mais uma vez desgastar o governo federal e culpá-lo pela praga das drogas no Brasil. Mas a reportagem deu chabu e a patética equipe da afiliada da TV Globo passou por maus bocados.

Alex Barbosa, dois funcionários da TV Centro América e um motorista boliviano foram detidos em flagrante com 240 quilos de gesso em pó na BR 070, em Cáceres (MT). Eles foram levados à sede da Polícia Federal na cidade e liberados, por volta das 3 horas da madrugada desta terça-feira (13), após prestarem depoimentos. "O jornalista não considera ter fracassado na reportagem. 'A gente ficou das 8h da manhã às 8h da noite rodando com esse carro [com falsa cocaína]. Já tínhamos rodado 600 km quando fomos abordados', disse ao Notícias da TV". A equipe usou pacotes semelhantes aos usados pelos traficantes para carregar a falsa cocaína. Em função do incidente, a PF decidiu instaurar um inquérito policial para analisar as responsabilidades.

Duas pautas para Ali Kamel

Segundo Daniel Castro, a TV Globo pretendia fazer barulho com a reportagem. Ela não seria exibida apenas no telejornal local, mas passaria em pleno Jornal Nacional. Deu zebra! Diante da frustração de Ali Kamel, diretor de jornalismo da Rede Globo, faço duas singelas sugestões de pauta para superar o vexame:
- Que tal uma série de "reportagens investigativas", recheadas de documentos, entrevistas e imagens, sobre aquele famoso helicóptero apreendido com meia tonelada de cocaína em 2013? Já se sabe que a aeronave pertence ao deputado Gustavo Perrella (Solidariedade-MG), filho do senador Zezé Perrella (PDT-MG) - que, por sua vez, é compadre do cambaleante Aécio Neves. Já que a TV Globo está tão preocupada com a "fragilidade no combate ao tráfico de drogas", esta seria uma excelente pauta. Até hoje a emissora está devendo uma boa reportagem sobre o episódio.
- Em função da sua nobre preocupação com o mundo do crime, a TV Globo também poderia acionar seus "jornalistas investigativos" para apurar as graves denúncias de sonegação de impostos e fraudes fiscais no país. Há farto material sobre este tema. Duas Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) inclusive estão em funcionamento para apurar estes escândalos - até hoje, infelizmente, eles tiveram pouco destaque nos telejornais da emissora. 
Uma delas trata das fraudes fiscais no Rio Grande do Sul, com base nas investigações da Operação Zelotes. Uma poderosa afiliada da TV Globo, a RBS, inclusive já foi acusada de pagar propina para aliviar suas pendências tributárias - o que deve facilitar o trabalho "investigativo" dos jornalistas da famiglia Marinho. Outra investiga o esquema armado pelo banco suíço HSBC para facilitar a vida dos sonegadores do mundo inteiro. Há informações de que algumas celebridades globais até usaram este serviço. O corajoso repórter Alex Barbosa até poderia ser acionado para uma destas matérias!




Um comentário:

  1. A COISA ESTÁ FICANDO PRETA, A GLOBO ESTÁ FAZENDO TUDO PARA MUDAR O FOCO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO, ESTÃO SE SENTINDO AMEAÇADOS POIS, O LEQUE DAS INVESTIGAÇÕES ESTÁ SE ABRINDO CADA DIA MAIS E COM CERTEZA VAI SOBRAR PARA MUITA GENTE QUE, ATÉ AGORA ESTÁ ESCONDIDA JOGANDO PEDRA NO GOVERNO. VAMOS ESPERAR PARA CONFERIR.

    ResponderExcluir