domingo, 11 de setembro de 2016

Postado no Facebook em 08 de julho/2016 - O DESFECHO DE TEMER TEM QUE SER PIOR DO QUE O DE CUNHA.





Rodolfo Vasconcellos 8 de julho/2016
 
O DESFECHO DE TEMER TEM QUE SER PIOR DO QUE O DE CUNHA.


Após a confirmação, pelo próprio jornal O Globo, de que o acordão pela renúncia de Eduardo Cunha à presidência da Câmara dos Deputados contou com a participação direta do Palácio do Planalto, o interino Michel Temer pode ter colocado em risco seu governo provisório; se Cunha conseguir de fato se salvar, não apenas a Câmara sairá desmoralizada do processo, mas também o próprio vice-presidente em exercício; no entanto, se Temer não conseguir entregar a Cunha a proteção prometida, ficará à mercê de sua eventual vingança; o fato de ter dado aval ao resgate de um político que hoje simboliza a corrupção (como noticia O Globo) demonstra que, na prática, Temer é refém de Cunha e pode, a qualquer momento, ser abatido por ele.

A demora do STF em afastá-lo permitiu que um desequilibrado fizesse da casa mais importante da república um instrumento pessoal cuja única finalidade se resumiu a proteger e acobertar toda a sorte de crimes, chantagens e ameaças.

E ainda pior.

Permitiu, com a sua inépcia, que um traidor covarde, através da chancela de corruptos de igual estirpe, ocupasse um cargo que jamais teria pela vontade irrestrita e declarada do povo.

Definitivamente, a única coisa mais afrontosa que Eduardo Cunha na presidência da Câmara é, sem dúvidas, Michel Temer na presidência da República.

Nenhum comentário:

Postar um comentário