domingo, 11 de setembro de 2016

Postado no Facebook em 09 de maio/2016 - CUNHA AMEAÇA ASSAR TEMER E SEU BANDO: "EU POSSO SER O INÍCIO DO FIM"





Rodolfo Vasconcellos 10 de julho/2016
 
EDITORIAL DO ESTADÃO DESTE DOMINGO 10: CUNHA AGIU POR VINGANÇA.


"Eduardo Cunha, por sua vez, convive com claras evidências de corrupção desde seus primeiros passos na vida pública. Nem mesmo o grande serviço que prestou ao País com a decisão de aceitar, como presidente da Câmara, o início da discussão do processo de impeachment de Dilma decorreu de um sentimento de grandeza ou da percepção da gravidade do momento. Foi motivado pelo fato de não ter logrado um acordo com o Planalto para evitar o processo de cassação de seu próprio mandato, que sempre colocou a serviço de seus escusos interesses pessoais", diz editorial do jornal Estado de S. Paulo da família Mesquita; ou seja: como diz a defesa de Dilma, houve desvio de finalidade.

Rodolfo Vasconcellos
Rodolfo Vasconcellos 9 de maio/2016
 
CUNHA AMEAÇA ASSAR TEMER E SEU BANDO: "EU POSSO SER O INÍCIO DO FIM"


Segundo relato do deputado Anthony Garotinho, um deputado federal do PR amigo íntimo de Eduardo Cunha diz que o ex-presidente da Câmara anda repetindo ameaças: "Se eu for abandonado não vou sozinho para o sacrifício. É bom que alguém diga a Michel (Temer) e a (Romero) Jucá que eu posso ser o início do fim de um governo que nem começou"; ‘Cunha desconfia de traição embora Temer tenha sido um dos primeiros a ligar para ele assim que o ministro Teori Zavascki concedeu a liminar para suspender o mandato e afastá-lo da presidência da Câmara: "Não sou bobo. Tem gente que manda matar e depois vai chorar no velório ao lado da viúva. Se estão pensando que vou aceitar solidariedade sem uma solução concreta estão enganados", teria dito.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário