domingo, 11 de setembro de 2016

Postado no Facebook em 19 de março/2016 - INSISTEM CRIMINOSAMENTE NO GOLPE DE ESTADO, MESMO CONTRA A VONTADE DAS MASSAS. UMA VEZ NAS MÃOS DO POVO, NADA OS PROTEGERÁ



O GOLPE EM FILMES: Em Nome da Lei - Qual o Preço da Injustiça?


Rodolfo Vasconcellos 15 de junho/2016
 
LULA INVERTE O JOGO E TENTA CONDENAR MORO POR ABUSO DE AUTORIDADE


Defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou nesta quarta-feira, 15, no Supremo Tribunal Federal, recurso para que o ministro Teori Zavascki notifique a Procuradoria-Geral da República sobre condutas do juiz Sérgio Moro que podem caracterizar abuso de autoridade; embargos de declaração se baseiam na sentença de Teori que invalidou decisões do juiz Sérgio Moro que autorizaram interceptação de conversa entre Lula e a presidente Dilma Rousseff; advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira reiteram pedido de acesso ao conteúdo dos inquéritos remetidos de volta ao juiz de Curitiba; "O acesso aos procedimentos também permitirá identificar outros atos de usurpação da competência do STF cometidos pelo Juiz Sérgio Moro", afirmam os advogados.

Rodolfo Vasconcellos
Rodolfo Vasconcellos 19 de março/2016
 
INSISTEM CRIMINOSAMENTE NO GOLPE DE ESTADO, MESMO CONTRA A VONTADE DAS MASSAS.


UMA VEZ NAS MÃOS DO POVO, NADA OS PROTEGERÁ

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes concedeu liminar na noite desta sexta (18) na qual suspende a posse do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil e devolve as investigações sobre ele para o juiz Sérgio Moro; o ex-presidente pode recorrer ao plenário do Supremo; na decisão, o ministro afirma ter visto intenção de Lula em fraudar as investigações sobre ele na Operação Lava Jato; o ministro atendeu a um pedido feito pelo PPS.

NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA COMPARA DELAÇÃO A EXTORSÃO

"O próprio uso da delação premiada tem pressupostos. Se houver dúvida sobre essa voluntariedade, não vale. Na medida em que decretamos prisão preventiva ou temporária em relação a suspeitos para que venham a delatar, essa voluntariedade pode ser colocada em dúvida. Porque estamos em situação muito próxima de extorsão. Não quero nem falar em tortura. Mas no mínimo é extorsão de declaração. Se a gente tolera que o grandalhão vai para cadeia enquanto não resolve abrir a boca, então o pequeno pode ir para o pau de arara", disse o novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão; ele afirmou ainda que, se houver vazamentos, ele troca toda a equipe da Polícia Federal.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário