domingo, 11 de setembro de 2016

Postado no Facebook em 29 de maio/2016 - CARMEM LUCIA, COMO TODO O STF, SILENCIA DIANTE DAS GRAVAÇÕES DE MACHADO, E VÊ O PLANO, DO QUAL É JUIZA, COMEÇAR A FAZER ÁGUA.





Rodolfo Vasconcellos 29 de maio/2016
 
CARMEM LUCIA, COMO TODO O STF, SILENCIA DIANTE DAS GRAVAÇÕES DE MACHADO, E VÊ O PLANO, DO QUAL É JUIZA, COMEÇAR A FAZER ÁGUA.


A senhora disse que antes nos fizeram acreditar que a esperança venceu o medo. É evidente que a senhora se referiu à campanha eleitoral e eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sem citá-lo.

E vencemos mesmo, ministra Carmem. Os milhões de votos investidos em Lula transcenderam fronteiras partidárias para afirmar nossa esperança contra as ameaças rasteiras e desonestas. Vencemos o medo, com muita esperança.

Me senti ofendido e agredido em minha esperança e em minha fé com essa sua fala.

A senhora carregou sobre a ironia sem nexo ao afirmar que "agora o escárnio venceu o cinismo".

Qual a relação dos crimes do Senador Delcídio do Amaral, com a vitória da esperança em 2002?

A senhora quer nos envolver em todos os crimes de Delcídio, Cunha (que tem vocês do STF nas mãos), Temer, Aécio, FHC, Sarnay?

A senhora falou pensando em investigação e condenação do ex-presidente Lula, o candidato a respeito de quem se usou o slogan "a esperança venceu o medo"?

Foi sua contribuição em favor do GOLPE, ou apenas um empurrãozinho para o reajuste do judiciário em 43%?

Na fundamentação de seu voto a favor da prisão do aludido senador a senhora asseverou que " agora o escárnio venceu o cinismo".

Está claro que houve uma relação da ironia com os votos de milhões de brasileiros que tiveram esperança de mudar aquela realidade triste de desemprego, de miséria e de pobreza em 2002 e o desejo do STF (como um dos agentes do GOLPE) de ver o ex presidente Lula fora das eleições de 2018.

"Parafraseando Dom Orvandil, OSF: bispo cabano, farrapo e republicano, presidente da Ibrapaz, bispo da Diocese Brasil Central e professor universitário, trabalhando duro sem explorar ninguém.".

Nenhum comentário:

Postar um comentário