quarta-feira, 5 de outubro de 2016

RELATOR DA REPRESENTAÇÃO PARA CASSAÇÃO DE JAIR BOLSONARO (PAI DO BOLSONARO QUE DESMAIOU EM PLENO DEBATE NA BAND), DÁ PARECER FAVORÁVEL A ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA.



Vai ser cassado por usar a palavra de forma criminosa.

Do Brasil Post:

O relator da representação do Partido Verde (PV) contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no Conselho de Ética, deputado Odorico Monteiro (Pros-CE), votou em favor do colegiado aceitar dar prosseguimento ao processo de quebra de decoro parlamentar. Bolsando é acusado de fazer “apologia ao crime de tortura”.

Na votação pela admissibilidade do impeachment da então presidente Dilma Rousseff, Bolsonaro fez uma homenagem ao coronel Carlos Brilhante Ustra.

“Pela memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, o pavor de Dilma Rousseff’’, afirmou, ao declarar o voto, em abril.

O coronel foi o primeiro militar brasileiro a responder por um processo de tortura na ditadura. Entre as vítimas dele está a ex-presidente Dilma. Ustra chefiou o DOI-Codi do II Exército, em São Paulo, órgão de repressão política durante a ditadura militar.

Para o relator, Bolsonaro abusou da prerrogativa de parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário