quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

EUNÍCIO OLIVEIRA, CODINOME "ÍNDIO", É ELEITO PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL. METADE DOS SENADORES TÊM PENDÊNCIAS JUDICIAIS



Golpista repugnante, citado dezenas de vezes nas delações da Lava Jato, vai presidir por 2 anos o senado federal. Este senado atual bem que merece o senador de codinome "índio" para seu presidente, e como não poderia deixar de ser, ninguém menos que o probo senador pela Paraíba Cássio Cunha Lima será seu 1º vice.

A eleição terminou agora e  o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) foi eleito  presidente do Senado Federal para o biênio 2017/2018. Eunício teve 61 votos e venceu o senador José Medeiros (PSD-MT), que conquistou o apoio de 10 senadores e dez senadores votaram em branco.

A eleição confirmou o favoritismo do peemedebista e confere ao PMDB um domínio de 12 anos no comando da Casa. Eunício substitui o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) no cargo. Calheiros passará a ocupar a liderança do partido na Casa, cargo antes ocupado por Eunício.

A sessão deveria ter começado às 16h, mas só teve início às 17h35 porque os líderes partidários fizeram longas reuniões para definir a ocupação dos demais cargos da Mesa Diretora, conforme a regra da proporcionalidade das legendas.

Por enquanto, há acordo para os primeiros cargos da Mesa. Assim, a 1ª Vice-Presidência será ocupada por Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), a 2ª Vice-Presidência será de João Alberto Souza (PMDB-MA) e a 1ª Secretaria ficará com José Pimentel (PT-CE). Há ainda impasse sobre a situação das segunda, terceira e quarta secretarias.

Um comentário:

  1. LULA NÃO PODE SER MINISTRO, FOI PROIBIDO DE ASSUMIR O CARGO POR ESTAR SENDO INVESTIGADO PELA LAVA-JATO. COMO UM DENUNCIADO PODE SER PRESIDENTE DO SENADO ?. NUN INTENDI ESSA BAGAÇA.

    ResponderExcluir