segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

STF, A ÚLTIMA INSTÂNCIA, TÃO DESMORALIZADA QUANTO TUDO MAIS




OS PRESIDENTES DA CÂMARA E DO SENADO - AMBOS CITADOS NAS DELAÇÕES DA ODEBRECHT COMO QUASE TODOS OS DEMAIS INTEGRANTES DAQUELAS CASAS - PREPARAM ALGUMA SAÍDA PARA EVITAR QUE SEJAM ENVOLVIDOS NESSE QUE É O MAIOR ESCÂNDALO DA VIDA PÚBLICA BRASILEIRA, E NÃO PEDALINHOS, TRIPLEX SEM UMA ÚNICA PROVA QUE ESSE JUIZ DESMORALIZADO DO SERGIO MORO TENTOU IMPUTAR A LULA.

ENQUANTO ISSO, O STF, A ÚLTIMA INSTÂNCIA, ASSISTE COMO SE NÃO SOUBESSE O QUE SE ESTÁ TRAMANDO, ATÉ PORQUE NÃO TEM NENHUM INTERESSE QUE ESSE ESQUEMA FAMIGERADO SEJA ESTANCADO, POIS DELE TAMBÉM SE BENEFICIA.

AS DELAÇÕES DA ODEBRECHT PASSARAM A SER SIGILOSAS DESDE QUANDO SE SOUBE QUE DENTRE OS DELATADOS ESTAVAM MEDALHÕES DAS CORTES.

OS "HONESTOS" QUE PEDIRAM A SAÍDA DE DILMA E DO PT DO GOVERNO APENAS ASSISTEM... APENAS DEIXARAM DE BATER PANELAS... APENAS DEIXARAM DE VESTIR A AMARELINHA E SAIR ÀS RUAS COM SEUS WHISKY'S 12 ANOS E SUAS GARRAFAS DE CHAMPANHE, PORQUE, DELES NÃO SE PODERIA ESPERAR OUTRA COISA, COMO VERGONHA, POR EXEMPLO, ADJETIVO COM O QUAL NÃO TÊM A MENOR PROXIMIDADE

Na iminência do impacto das delações da Odebrech, que devem atingir uma centena de políticos, o Congresso já articula uma blindagem interna para preservar senadores e deputados ameaçados pela Lava Jato; o objetivo agora é concentrar esforços para estancar as investigações nos conselhos de ética das duas Casas, que funcionam como "tribunais" legislativos, responsáveis por recomendar ao plenário a cassação ou não do mandato de um deputado ou de um senador pela chamada quebra do decoro parlamentar; tanto o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, como o do Senado, Eunício Oliveira, aparecem nas delações da empreiteira

Nenhum comentário:

Postar um comentário