domingo, 12 de março de 2017

TEMER FUGIU DO ALVORADA COM MEDO DE FANTASMAS



Conspirador, traidor, golpista, corrupto, covarde, incapaz, controlado, acuado e na mira da Lava Jato, Temer começa a ver fantasmas por onde passa

Em entrevista para a revista Veja, o presidente Michel Temer revelou o que o incomodava no Palácio da Alvorada, a ponto de voltar com a família para o Jaburu depois de apenas uma semana na residência presidencial.
 
“O Palácio da Alvorada tem um monte de quartos, uns oito, todos muito grandes. Tudo muito amplo, bonito. Mas senti uma coisa estranha lá. Eu não conseguia dormir, desde a primeira noite. A energia não era boa. A Marcela sentiu a mesma coisa. Só o Michelzinho, que ficava correndo de um lado para outro, gostou. Chegamos a pensar: será que tem fantasma? (risos).

Temer desistiu de morar no Palácio da Alvorada no começo de março, retornando com sua família ao Palácio Jaburu, residência oficial da Vice-Presidência da República, onde mora desde 2011.
 
Até a revelação da entrevista, os assessores presidenciais diziam que ele não se adaptou ao palácio, de grandes proporções. Segundo eles, ele tem preferência pelo Jaburu, local mais aconchegante e com um estilo mais parecido ao de uma residência.

Apesar da mudança, ele pretende manter no Alvorada grandes encontros com parlamentares e eventos diplomáticos. O presidente mudou-se para a residência oficial da Presidência em 18 de janeiro e nesta terça-feira (28), ao retornar da viagem para a Base Naval de Aratu (BA) durante o carnaval, voltou direto para o Jaburu.

Ambos os palácios ficam às margens do Lago Paranoá, a poucos quilômetros do Palácio do Planalto.

Desde setembro, quando a ex-presidenta Dilma Rousseff desocupou o Alvorada, havia a expectativa da mudança da família para o local, mas algumas adaptações para o filho de Temer, de 7 anos, atrasaram o processo. Desde então, o presidente promoveu, no Alvorada, reuniões com líderes partidários da Câmara e do Senado para discutir a aprovação de medidas enviadas pelo governo ao Congresso.



Nenhum comentário:

Postar um comentário