quinta-feira, 22 de junho de 2017

THIAGO PESSOA CAMELO - O ASSASSINO MEMBRO DA FAMÍLIA PESSOA QUE DÁ NOME À CAPITAL PARAIBANA - EXECUTOU O PROFESSOR GUILHERME BARBOSA COM UM TIRO A SANGUE FRIO



ESSE É O ASSASSINO THIAGO PESSOA CAMELO - MEMBRO DA FAMÍLIA PESSOA QUE DÁ NOME À CAPITAL PARAIBANA
ACOSTUMADA A NUNCA TER SEUS MAL FEITOS QUESTIONADOS EM UMBUZEIRO, A FAMÍLIA PESSOA TRATA A PREFEITURA E CADA UM DOS HABITANTES DA CIDADE COMO SEUS PERTENCES.

A PARAÍBA MERECE TER UMA CAPITAL COM UM NOME QUE SÓ LHE TRAGA BOAS LEMBRANÇAS. CHEGA DE SANGUE MANCHANDO AINDA MAIS DE VERMELHO, E DE PRETO ENCHENDO DE LUTO, A BANDEIRA DA PARAÍBA.


.





Após livrar o flagrante, ex-prefeito de Umbuzeiro, no Agreste paraibano, Thiago Pessoa Camelo se apresentou, acompanhado de advogado, na 11ª Delegacia Seccional de Queimadas nesta terça-feira (21/06). 

Ele afirmou, segundo a PC, que foi autor do disparo que matou o professor de educação física e candidato a vereador Guilherme Barbosa da Silva, de 50 anos. 

O crime ocorreu domingo (18), em Umbuzeiro. 

O ex-prefeito foi ouvido pelo delegado Danilo Orengo, seccional da 11ªDSPC. 

A versão de Thiago Pessoa - confiando no sobrenome e na fama que tem a família de resolver “todas as paradas” de revolver em punho - é a de que houve uma discussão com o professor e que, por consequência, ocorreu uma luta corporal. 

Após isso algumas pessoas separam os dois e cada foi para seus carros. 

Alegou ainda que quando estava indo embora, a vítima o surpreendeu e tentou retirá-lo do carro. 

Assustado, o ex-prefeito afirmou sacou da arma e atirou. 

O delegado Danilo Orengo vai ouvir outras pessoas para fundamentar ainda mais os procedimentos e remeter o inquérito à justiça que vai determinar se o ex-prefeito deve ser preso ou responderá em liberdade, porém a autoria e a materialidade do crime estão definidas e determinadas. 

Ora, delegado!... 

O professor estava armado? Possuía arma de fogo? 

Quem serão essas pessoas que o assassino apresentará como havendo separado os dois de uma possível briga? 

Não apenas a Paraíba, mas o Brasil todo estará de olho na prisão do assassino que, segundo rumores, executou o professor a sangue frio, por estar incomodado com as verdades que ele falava. 




4 comentários:

  1. Anônimo6:40 PM

    justiça seja feita pois tem muitos de olho mesmo certo
    esse corvarde tem que pagar pela sua crualdade
    o professor guilherme sempre foi um bom homem pai de familia certo
    legitima defesa.... isso ai foi assasinato qualificado onde esse cidadao devia nem te saido da delegacia mas sim preso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ele se "entregou", o esquema já devia estar montado. Mas, como se costuma dizer, "nada com um dia atrás do outro". Os umbuzeirenses precisam mostrar sua indignação com a barbárie que a família dos Pessoa vem impondo a essa cidade e seu povo por mais de 100 anos.

      Excluir
  2. bandido de alta periculosidade, se vangloria no auto do seu sobrenome e da impunidade das leis desse país que só é aplicada aos pobres.

    ResponderExcluir
  3. Tem razão, Margarida. Bandido de altíssima periculosidade que vive escondido atrás de sobrenomes e advogados que camuflam seus crimes e escondem sua índole assassina. Certamente ele pensa que o povo de Umbuzeiro não o conhece muito bem, que não sabe que já teve quem se apresentasse para responder por outro assassinato, sem falar nos que ficaram na moita mesmo. É um psicopata serial. Esse delegado será responsável se o deixar livre transitando pelas ruas paraibanas, e pelo que vier a acontecer.

    ResponderExcluir