quinta-feira, 8 de março de 2018

PAULO PRETO É DENUNCIADO E ZÉ SERRA SE ESCONDE

CRIA DE ZÉ SERRA


247-A rede de corrupção e propina do PSDB paulista, pelo visto, não se limitou às obras do Rodoanel; em sua delação premiada, nas investigações de irregularidades em empresas que conquistaram concessões no Estado de São Paulo durante as gestões de Geraldo Alckmin e José Serra, o doleiro Adir Assad afirmou que recebeu, por meio de suas empresas de fachada, cerca de R$ 46 milhões de concessionárias de rodovias do Grupo CCR; os repasses teriam sido feitos ao ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-tesoureiro do PSDB apontado como operador do partido.


Nenhum comentário:

Postar um comentário