sábado, 7 de agosto de 2010

Nagasaki - Há 65 Anos, Faltavam 02 Dias Para os EUA Vaporizarem Mais 100 Mil Civis Japoneses

Sobreviveu para ver seus filhos, netos e bisnetos nascerem monstros.



Nagasaki foi  a segunda cidade praticamente volatizada pelo afã dos Estados Unidos de dominar o mundo, sendo atingida no dia 9 de agosto, às 11h02 da manhã. Inicialmente o plano era de jogar a bomba sobre Kokura, em Fukuoka. Mas o tempo nublado impediu que o piloto visualizasse a cidade, escolhendo a segunda opção. Os americanos não consideravam Nagasaki "um alvo ideal" porque entendiam que sua situação geográfica diminuiria a devastação de gente e de edifícios, que era o que eles mais queriam.



A bomba, chamada Fat Boy, era de plutônio 239, com potência equivalente a 22 mil toneladas de TNT, ou seja, 1,5 vez mais potente que a bomba jogada sobre Hiroshima três dias antes.

 Os poucou que sobreviveram, viam suas peles escorrer pelo corpo e, completamente desidratados pelo furor nuclear, bebiam água empoçada, contaminada pela chuva negra que começou a cair minutos após a explosão.


As forças de ocupação dos EUA censuraram as fotos das cidades bombardeadas. Elas foram classificadas como ultra secretas, tão horrorizantes eram, e até hoje, só uma pequena parte do acervo macabro foi liberado. Mesmo assim o governo dos Estados Unidos queria impedir que estas poucas imagens do horror fossem vistas pelo mundo, diferentemente do que fez com as mortes dos judeus, onde os corpos eram amontoados pelos próprios soldados americanos e depois fotografados de vários ângulos; depois essas pilhas de corpos eram divididas em muitas outras e fotografadas novamente; depois jogadas em covas comuns e mais uma vez fotografadas de vários ângulos.


 Não lhes sobraram nada: água, comida, 
abrigo, atendimento médico.

Alguma coisa teria que parecer mais horrendo do que a devastação causada pelas duas bombas atômicas sobre civis indefesos, já que nas duas cidades japonesas atingidas, não existia um único quartel militar sequer.



Escolheram as atrocidades dos nazistas contra os judeus para sobrepujar seus crimes nucleares, e até hoje têm conseguido seu intento, embora algumas vozes já se levantem em diversas partes do mundo desmascarando mais essa "armação" norte americana.
.
.
.
.
.