sexta-feira, 25 de maio de 2012

Navio João Cândido Ganha os Mares, e William Bonner Perde o Sono







A "pedra" no sapato da Globo.



O petroleiro João Cândido está pronto para zarpar. Ontem, quinta-feira 24, a Transpetro apresentou o navio à imprensa pernambucana e a jornalistas convidados de outros Estados.

Ontem ainda, no Jornal Nacional da Rede Globo comandado pelo “quinta coluna” do William Bonner, o brio dos brasileiros mais uma vez foi reduzido a pó. Esse feito magnífico de um navio do porte do João Cândido ser fabricado no Nordeste brasileiro, dando o pontapé inicial a uma série de encomendas já contratadas, não teve a menor importância para aquele filhote do defunto Roberto Marinho. Tudo o que importou foi o fato do navio já haver sido lançado ao mar no final do governo do ex presidente Lula, com a presença da atual presidenta Dilma, e só ontem, ser realmente liberado para singrar os mares do planeta.

As perguntas dirigidas ao Comandante do navio não queriam saber da avançada tecnologia de navegação utilizada na embarcação, ou dos alojamentos da tripulação, ou da técnica de armazenamento do óleo cru. Queriam saber o porquê do atraso, o porquê do valor orçado haver sido ultrapassado, mesmo sabendo que quem custeou esse acréscimo foi o Estaleiro Atlântico Sul. A cada resposta do Comandante, uma nova sobre o mesmo assunto, tentando deixar claro que toda aquela merecida cerimônia não tinha nenhuma importância.

Enquanto o Jornal Nacional continuar capitaneado por William Bonner, que não consegue tirar da cabeça o médico Roger Abdelmassih, a audiência da Globo continuará despencando, sem que eles sequer percebam que o Brasil que nós enxergamos é completamente diferente do que eles querem nos fazer ver.

Hoje, sexta-feira 25, está acontecendo a cerimônia de entrega do navio, no Estaleiro Atlântico Sul,  com as presenças do governador Eduardo Campos, da presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, e do presidente da Transpetro, Sérgio Machado.