domingo, 30 de abril de 2017

MOÍDO PELA PELA PRÓPRIA ESPERTEZA, AÉCIO VIRA PÓ



Charge de Aroeira

MESMO PROTEGIDO PELO CORAÇÃO DE SERGIO MORO E PELA GANÂNCIA DE GILMAR MENDES, AÉCIO ESTÁ VIRANDO PÓ, MOÍDO PELA PRÓPRIA ESPERTEZA

Em condições normais, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) poderia estar hoje na dianteira do Datafolha. No entanto, ele se tornou um nanico, que hoje perde para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disparado na frente, para a ex-senadora Marina Silva e para o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
 
Entre dezembro de 2015 e esta pesquisa de abril de 2017, Aécio caiu de 28% para 8%. O que mudou de lá para cá? Derrotado nas eleições presidenciais de 2014, Aécio não respeitou as regras do jogo democrático e liderou um golpe que arruinou a economia e a imagem do Brasil, ajudando a instalar no poder uma verdadeira quadrilha.

Aécio também fez do cinismo e da hipocrisia a sua máscara. Sua cruzada moralista esbarrou no seu próprio passado e hoje, com cinco inquéritos na Lava Jato, por corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro, ele só empata com Romero Jucá (PMDB-RR).

Como já ensinava seu avô Tancredo Neves, quando a esperteza é demais, ela engole o próprio dono.

O Datafolha fez 2.781 entrevistas, em 172 municípios, na quarta (26) e na quinta (27), antes da greve geral de sexta (28). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário