quinta-feira, 25 de junho de 2015

WADIH DAMOUS AO 247: UM MALUCA DE CAMPINAS IMPETROU O HC EM NOME DE LULA










Gisele Federicce, 247 O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) revelou há pouco ao 247 que o habeas corpus pedindo que o ex-presidente Lula não seja preso na Operação Lava Jato foi impetrado ontem na Justiça Federal por "um cidadão de Campinas", interior de São Paulo, que "parece não ser a primeira vez" que pratica esse tipo de ato.

"O presidente Lula não tem nada a ver com isso, foi um cidadão de Campinas (SP). Já estamos inclusive apurando isso, parece que não é a primeira vez que ele age dessa forma", declarou o deputado, que fez um pronunciamento no plenário da Câmara nesta manhã ressaltando que o ex-presidente Lula não era autor do documento. Ele ressaltou que a lei permite que o habeas corpus seja "impetrado por qualquer pessoa, em favor de qualquer pessoa".
O deputado apontou ainda "má-fé" e "irresponsabilidade" por parte do senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que divulgou o habeas corpus pelo Twitter (leia mais). Caiado declarou ter ficado sabendo sobre o HC por meio de um advogado. "Quem entrou (com habeas corpus) não é problema meu. Eu cobro que a Justiça esclareça", afirmou.

Para Damous, "dá uma ideia de armação ou no mínimo a irresponsabilidade, a má fé do senador, que sem checar as informações, sem procurar saber a veracidade, vai noticiando da forma leviana como fez". "O senador Ronaldo Caiado deveria ver o que acontece nas suas fazendas, onde tem trabalho escravo, era com isso que ele deveria estar preocupado", alfinetou o parlamentar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário