terça-feira, 3 de novembro de 2015

O CANTOR DECADENTE ROGER INSULTA A MEMÓRIA DE TARSO DE CASTRO E RUBENS PAIVA E É CHAMADO DE FASCISTA PELOS FILHOS










Integrante do Porta dos Fundos chama Roger de fascista e rebate declarações do músico sobre a ditadura militar. "Concordo com você em uma coisa, você é realmente inútil". Leia a íntegra abaixo

“Quem tava fazendo merda era o seu pai, que criou um homem simplista, preconceituoso como você”, disse João Vicente para Roger Moreira (Edição: Pragmatismo Político)

Integrante do humorístico Porta dos Fundos, João Vicente de Castro comentou a polêmica entre Roger e o escritor Marcelo Rubens Paiva. O vocalista do Ultraje a Rigor afirmou que só eram perseguidos pela ditadura militar no Brasil “os que faziam merda”. O músico também xingou Paiva de “seu bosta”.

Assim como Rubens Paiva, pai de Marcelo Rubens Paiva, assassinado pela ditadura, Tarso de Castro, pai de João Vicente, lutou contra o regime de exceção que comandou o Brasil por mais de duas décadas. O integrante do Porta dos Fundos falou sobre o seu pai nas redes sociais.
Leia abaixo a íntegra da publicação:
“Pensei em todos os xingamentos do mundo, juro que pensei em ir atrás dele tirar satisfação. Você pode dizer que eu não tenho nada a ver com a ditadura diretamente, também não lutei contra ela, mas meu pai teve, e muito, foi preso e torturado algumas vezes, dedicou parte de sua vida para lutar por uma liberdade que hoje em dia é direito de todos, mas muita gente apanhou pra isso”, comentou ele sobre o pai, que foi um dos criadores do jornal ‘O Pasquim’.
Vi muita gente xingando esse elemento no Twitter, chamando de fracassado, de ‘paniquete’ do Danilo, porém ele não é, ele é um músico, com um Twitter que muita gente lê, um sujeito que teoricamente leu e estudou. Como ele diz algo como isso? É muito chocante. Mas mais chocante ainda foi ver que no seu Twitter ele não pede desculpas. Pelo contrário, ele diz que o erro é de quem não ‘interpretou ele bem’, e pior, tentando tirar a credibilidade das críticas com comentários da ordem de ‘não conheço você, o que você faz?’ como se pra ter opinião a pessoa tivesse que ‘ser alguém’. Fascista novamente.
Nunca fui fã do Roger como músico, porém achava uma figura simpática. É absurdo, mais que absurdo triste. Eu já falei besteira demais na vida pra julgar alguém baseado numa só declaração. Mas se falou merda, não custa pedir desculpas. Então com toda educação, quero dizer que quem tava fazendo merda era o seu pai, que criou um homem simplista, preconceituoso como você. E não o meu que estava brigando pra você poder botar sua camiseta ‘bem humorada’, seu look de vovô garoto, cantar suas músicas engraçadinhas. Mas concordo com você em uma coisa, você é realmente inútil”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário